PARTIDÁRIO: Para Villas Bôas, Bolsonaro resgatou Brasil de ‘amarra ideológica’

0

Ao deixar o cargo, o comandante do Exército, general Eduardo Villas Bôas afirmou que o presidente Jair Bolsonaro resgatou o Brasil das amarras ideológicas. Ele será substituído por Edson Leal Pujol. A cerimônia de troca do comando acontece no Clube do Exército, em Brasília, com a presença do presidente Jair Bolsonaro.

“O senhor traz a necessária renovação e a liberação das amarras ideológicas que sequestraram o livre pensar e nublaram o discernimento e induziram a um pensamento único e nefasto como assinala o jornalista americano Walter Lippmann: ‘Quando todos pensam da mesma maneira é porque ninguém está pensando'”, disse o militar na cerimônia de troca do comando acontece no Clube do Exército, em Brasília, com a presença de Bolsonaro.

No começo do ano, após assumir a presidência da República, Jair Bolsonaro agradeceu o trabalho de Villas Bôas. “O senhor é um dos responsáveis por eu estar aqui”, discursou o presidente , durante a cerimônia de transmissão de cargo no Ministério da Defesa.

Sob pressão dos militares, o Supremo Tribunal Federal entrou em ação para impedir que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva participasse da disputa. O presidente do STF, Dias Toffoli negou a Lula até o direito de conceder entrevista em que declararia apoio a Fernando Haddad.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.