Militar venezuelano deserta com cachorro antidrogas para a Colômbia




Militar fugiu com cão usado em operações antidrogas: ‘É como meu filho’. Cachorro da Guarda Nacional Bolivariana deserta com o dono para a Colômbia em meio à crise na Venezuela
Luis Robayo/AFP
Um cachorro da Guarda Nacional Bolivariana “desertou” da Venezuela para a Colômbia no domingo (24). O cão atravessou a fronteira entre os dois países acompanhado de um dos militares venezuelanos que retiraram a lealdade ao regime de Nicolás Maduro.
Segundo o jornal colombiano “El Nacional”, o cachorro participava de operações antidrogas na Venezuela. O cuidador, um militar identificado como Laverde, recusou-se a deixar o companheiro para trás.
“Meu cachorro é como meu filho”, disse ao “El Nacional”.
Militares colombianos escoltam integrante da Guarda Bolivariana e cachorro que fugiram da Venezuela para a Colômbia
Luis Robayo/AFP
Laverde também pediu que os demais companheiros de farda troquem de lado e retirem o apoio a Maduro. “Aos meus companheiros, convido que tomem uma decisão correta neste momento”, pediu.
“Deixem de ter medo porque muitos ainda estão lá [na Venezuela] com medo”, acrescentou o militar.
Deserções na Venezuela
Militar venezuelano fala a jornalistas após desertar para a Colômbia
Luis Robayo/AFP
Dezenas de militares venezuelanos deixaram a Venezuela rumo à Colômbia no fim de semana. A maioria cruzou a fronteira perto da cidade colombiana de Cúcuta, onde houve tumulto no “Dia D” da entrega da ajuda humanitária aos venezuelanos.
Alguns militares alocados no sul da Venezuela também partiram rumo ao Brasil desde a noite a sábado. Eles também pediram que os colegas retirassem o apoio a Maduro e relataram a gravidade da crise venezuelana.
Initial plugin text

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

For security, use of Google's reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

I agree to these terms.