Papa Francisco pede a cabeleireiros que evitem fofocas




O papa Francisco pediu, nesta segunda-feira (29), aos cabeleireiros e esteticistas que evitem fofocas durante o trabalho, sem que deixem de ser amáveis com seus clientes, durante uma audiência no Vaticano. O Papa Francisco no Vaticano, em foto de 24 de abril
Reuters/Yara Nardi
O Papa Francisco pediu, nesta segunda-feira (29), aos cabeleireiros e esteticistas que evitem fofocas durante o trabalho, sem que deixem de ser amáveis com seus clientes, durante uma audiência no Vaticano.
O papa os convidou a “praticar a profissão com um estilo cristão, tratando os clientes com gentileza e sempre oferecendo uma agradável palavra de encorajamento, mas evitando ceder à tentação da fofoca que facilmente chega ao seu ambiente”.
Francisco falou a uma delegação de cabeleireiros e esteticistas membros do Comitê de São Martinho de Porres, a quem pediu para seguir o exemplo do monge dominicano peruano considerado seu santo padroeiro.
Martinho de Porres (1579-1639), também chamado Martín de la Caridad, nasceu da união ilegítima entre um nobre espanhol e uma ex-escrava peruana negra.
Treinado na arte da barbearia, uma função que na época incluía a cura de feridas e até cirurgias, era conhecido por seu talento e gentileza.
A ele é atribuído numerosos milagres e foi canonizado em 1962.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

For security, use of Google's reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

I agree to these terms.