Avião particular cai no norte do México; não há sobreviventes




Todos os ocupantes morreram. Segundo imprensa mexicana, as vítimas voltavam de uma luta de boxe em Las Vegas, nos Estados Unidos. Destroços de avião que caiu no norte do México
HO/Mexico’s Civil Protection /AFP
Não houve sobreviventes na queda de um avião particular que voava entre a Las Vegas, nos Estados Unidos, e a cidade de Monterrey, no México, com ao menos 13 pessoas a bordo, informaram autoridades nesta segunda-feira (6).
Os destroços da aeronave foram encontrados em uma região montanhosa na cidade de Ocampo, no norte do México, segundo informou o governo de Coahuila em nota. As autoridades ainda investigam as causas, ainda desconhecidas.
Uma fotografia publicada no canal de televisão local Milenio mostrou o que dizia ser os restos incendiados de um avião quebrado em vários pedaços e espalhados por um terreno queimado.
O governo estadual de Coahuila disse em nota que o plano de voo listava 13 pessoas a bordo, embora alguns veículos de imprensa tenham reportado que havia 14 pessoas na aeronave. Segundo a nota, nenhum sobrevivente foi encontrado.
Uma lista diferente foi publicada em vários veículos mostrava um passageiro adicional que não estava na lista publicada pelo governo local.
Voltavam de luta de boxe
Destroços de avião que caiu no norte do México
HO /Mexico’s Civil Protection/AFP
A imprensa mexicana reportou que os passageiros estariam voltando de uma luta de boxe entre o mexicano Saúl “Canelo” Álvarez e o norte-americano Daniel Jacobs no sábado em Las Vegas.
As nacionalidades das vítimas não estavam disponíveis imediatamente. Os sobrenomes dos três tripulantes e dez passageiros publicados pelo governo de Coahuila eram todos hispânicos.
Em nota, a canadense Bombardier Inc identificou a aeronave como um de seus jatos Challenger 601 e disse que o avião havia desaparecido a 150 milhas náuticas da cidade mexicana de Monclova.
Expressando suas condolências às vítimas, a companhia disse que estava em contato com o conselho de segurança nos transportes do Canadá e que trabalharia com as autoridades envolvidas na investigação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

For security, use of Google's reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

I agree to these terms.