Início Geral Bresser-Pereira: “Não é preciso dizer nada para o Lula, ele ensina soberania”

Bresser-Pereira: “Não é preciso dizer nada para o Lula, ele ensina soberania”

por Portal Click Política

Para o economista Luiz Carlos Bresser-Pereira, ex-ministro dos governos de José Sarney e Fernando Henrique Cardoso, Lula tem condições de ensinar soberania. Ele e Celso Amorim, ex-ministro de Lula, visitaram o ex-presidente, nesta quinta-feira (16), na superintendência da Polícia Federal, em Curitiba.

“Foi uma grande alegria para mim ter sido convidado pelo Lula para vir aqui, foi uma grande honra. Sabendo que ele estava preocupado com os problemas da soberania, que para mim é absolutamente fundamental, eu trouxe meu livro ‘A construção política do Brasil’”, conta Bresser.

“Agora, na verdade, não é preciso dizer nada para o Lula, ele ensina soberania. Está muito claro para ele que hoje o Brasil precisa de uma união maior. O Brasil está sendo violentamente atacado, a sociedade brasileira está sendo violentamente atacada por um governo que não respeita a nação brasileira”, destaca.

Para Bresser-Pereira, é preciso que os brasileiros, não só o PT, não só a esquerda, se defendam contra o que está acontecendo. “A soberania é isso. O Lula diz: ‘A soberania não é só uma ideia de desenvolvimento econômico. É preciso também defender a educação, a saúde, a América Latina, o Mercosul’”, relembra.

E, na avaliação do economista, esta é uma mensagem que vem na hora certa. “Eu vi ele falando isso com uma firmeza e uma disposição impressionantes. Uma disposição, inclusive, física. Ele está realmente a todo vapor. O Brasil precisa de líderes como ele. O Lula é o maior líder que tivemos depois do Getúlio Vargas e ele está à disposição dos brasileiros. Mas ele lembra que quer sair daqui com sua honra absolutamente limpa, no que ele tem toda razão”.

Brasil Nação

Celso Amorim, ex-ministro do governo Lula, destacou que viu Lula com muita vitalidade e até alegria, apesar das circunstâncias. “Ao mesmo tempo em que há a indignação e a necessidade de provar sua inocência, existe a preocupação com os grandes problemas nacionais”, ressalta.

“Nós viemos aqui representando um certo movimento, que é o projeto ‘Brasil Nação’, que teve muito a ver com essa ideia da defesa da soberania nacional. Transpareceu nas palavras dele a centralidade do problema da soberania. Está muito claro para o presidente Lula que os problemas do Brasil não serão resolvidos se o Brasil não for um país soberano. Por isso ele se preocupa muito com a educação, que está sendo atacada de maneira brutal”, acrescenta Amorim.

Deixe seu Comentário

Você também pode gostar

Deixe o Comentário

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência em anúncios, clique em aceitar para fechar esta janela. Aceitar