Início Mundo United Airlines suspende voos para a Índia em meio a preocupação com o espaço aéreo do Irã

United Airlines suspende voos para a Índia em meio a preocupação com o espaço aéreo do Irã

por Portal Click Política




Após abatimento de drone dos EUA, companhia aérea decidiu cancelar viagem que sobrevoava o Irã. Avião da United Airlines no aeroporto de Los Angeles
ROBYN BECK / AFP
A companhia aérea norte-americana United Airlines disse nesta quinta-feira (20) que suspendeu voos de Newark a Mumbai, na Índia, por preocupação com a segurança do espaço aéreo iraniano, que fica no caminho. Mais cedo, o Irã abateu um drone dos Estados Unidos.
Imagem divulgada pelo governo dos EUA mostra momento em que drone norte-americano é abatido
U.S. Department of Defense/Handout/Reuters
O drone, que voava sem armas, podia voar até 60 mil pés – equivalente a 18,3 mil metros. Aviões comerciais costumam voar em altitudes menores.
“Com os recentes acontecimentos no Irã, nós conduzimos uma revisão de segurança na nossa operação à Índia pelo espaço aéreo iraniano e decidimos suspendê-lo”, disse a United.
A derrubada da aeronave, que não tinha armas, desencadeou novo capítulo na tensão entre EUA e Irã – sobretudo após a explosão de petroleiros no Golfo de Omã, na semana passada.
Preocupação com o Irã
Bandeira do Irã tremula em Viena, em frente à sede da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA)
Leonhard Foeger/File Photo/Reuters
No mês passado, a Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA, na sigla em inglês) pediu que as companhias redobrassem o cuidado ao sobrevoar o Irã e regiões próximas no Golfo Pérsico e no Golfo de Omã diante das atividades militares e da crescente tensão política.
“Apesar de o Irã provavelmente não ter intenção de atingir aeronaves civis, a presença de vários armamentos avançados anti-aéreos em uma atmosfera tensa coloca um risco possível de erro de cálculo ou erro na identificação, especialmente em períodos de alta tensão política e retórica”, disse a FAA.
A preocupação das autoridades norte-americanas remontam à tragédia com o voo MH17 da Malaysia Airlines. Uma aeronave da companhia que viajava da Holanda rumo à Malásia caiu em 2014 após ser atingida por um míssil enquanto sobrevoava uma área da Ucrânia ocupada por separatistas russos. Quatro pessoas foram indiciadas.

Deixe seu Comentário

Você também pode gostar

Deixe o Comentário

For security, use of Google's reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

I agree to these terms.

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência em anúncios, clique em aceitar para fechar esta janela. Aceitar