Chega a 17 número de mortos em desabamento no Camboja




Prédio de sete andares em construção ruiu neste sábado (22) e trabalhos de busca continuam. Quatro pessoas foram detidas, segundo as autoridades locais. Imagem aérea mostra destruição com desabamento no Camboja
Stringer/Reuters
As autoridades do Camboja elevaram neste domingo (23) para 17 o número de mortos e para 24 o de feridos no desabamento de um prédio em construção na cidade litorânea de Sihanoukville ocorrido um dia antes, enquanto continuam as buscas por sobreviventes entre os escombros.
O desabamento do edifício de sete andares, propriedade de uma companhia chinesa, aconteceu no começo da manhã do sábado e as autoridades anunciaram que já foi nomeada uma equipe que fará a investigação sobre o que aconteceu, enquanto em relação a este fato foram detidas quatro pessoas.
Em comunicado, o governo provincial afirmou que mil soldados continuam nos trabalhos para resgatar as pessoas presas nos escombros.
Por meio das redes sociais, o primeiro-ministro do Camboja, Hun Sen, classificou o acidente como “tragédia dolorosa” para a nação e anunciou uma compensação de US$ 10.000 por cada um dos mortos.
A cidade de Sihanoukville vive um auge de construção de hotéis e cassinos por parte de investidores chineses dirigidos principalmente a turistas desse país.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

For security, use of Google's reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

I agree to these terms.