Início Mundo Donald Trump esteve em contato próximo com advogado que comprou silêncio de duas mulheres

Donald Trump esteve em contato próximo com advogado que comprou silêncio de duas mulheres

por Portal Click Política




Documentos do FBI mostram que durante a campanha de Trump, o atual presidente conversou com Michael Cohen enquanto ele negociava valores. Stormy Daniels durante uma cerimônia em sua homenagem em West Hollywood, na Califórnia, em 2018; ela recebeu dinheiro para não tornar seu caso com Trump público
Reuters/Mike Blake/File Photo
Nas semanas finais da campanha eleitoral de 2016, Donald Trump e pessoas ligadas a ele fizeram pagamentos a duas mulheres para que elas não falassem sobre seus relacionamentos extraconjugais com o atual presidente dos Estados Unidos, de acordo com documentos do FBI tornados públicos nesta quinta (18).
Trump se comunicou com Michael Cohen, que era seu advogado, enquanto esse encontrava maneiras para comprar o silêncio das duas mulheres.
Michael Cohen na saída de seu apartamento em Nova York, antes de se entregar à Justiça
Jeenah Moon/Reuters
A história começou quando foi divulgado um vídeo em que Trump, sem saber que estava sendo gravado, se referia a mulheres com termos chulos.
De acordo com documentos da Justiça Federal, a preocupação era que outras histórias de cunho sexual podiam se tornar públicas.
Um dia após o vazamento desse vídeo, Michael Cohen conversou com a porta-voz da campanha, Hope Hicks, e com o próprio Trump.
Cohen fez mais de dez telefonemas nesse dia. Ele mobilizou executivos de um tabloide chamado National Enquirer e falou com representantes das mulheres.
Essas conversas, aparentemente, eram sobre a atriz de filmes adultos Stormy Daniels. Cohen estava em contato com os advogados dela, e eles falaram sobre criar uma empresa de fachada para comprar o silêncio de Daniels.
Um agente do FBI escreveu que, para ele, as conversas aconteceram para evitar que Daniels viesse a público.
Cohen pagou US$ 130 mil (R$ 486 mil, na cotação atual) para uma das mulheres. Em um processo, ele se declarou culpado e cumpre uma sentença de três anos.
Os executivos do tabloide compraram os direitos da história da outra mulher, que foi modelo da revista Playboy.
Cohen conversou com Trump na véspera do dia do envio de dinheiro. Não se sabe o conteúdo do diálogo.
Os promotores revelaram que a investigação não foi só sobre violações de campanha, mas, também, sobre obstrução de Justiça –sem citar quem teria sido o responsável por ela.
Eles também dizem que esse caso já está fechado.

Deixe seu Comentário

Você também pode gostar

Deixe o Comentário

For security, use of Google's reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

I agree to these terms.

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência em anúncios, clique em aceitar para fechar esta janela. Aceitar