Início Mundo EUA acusam membro do Hezbollah por atentado terrorista na Argentina

EUA acusam membro do Hezbollah por atentado terrorista na Argentina

por Portal Click Política




Colombiano de origem libanesa é acusado de ser o mentor do ataque à Amia, em 1994, que matou 85 argentinos e feriu 300. Atentado à sede de uma entidade israelita em Buenos Aires, em 1994, em que 85 pessoas foram mortas
Reuters
Um colombiano de origem libanesa e membro do Hezbollah foi acusado pelos Estados Unidos de ter sido o autor intelectual de um atentado na Argentina em 1994, no qual foram assassinadas 85 pessoas e 300 ficaram feridas.
A explosão do prédio da Associação Mutual Israelita Argentina (Amia) em Buenos Aires completou 25 anos na quinta (18) sem que todos os culpados tenham sido julgados.
O nome do acusado é Salman Raouf Salman. Ele também é conhecido como Samuel Salman El Reda e outras alcunhas.
Salman é procurado pela Interpol por homicídio com agravante de ódio racial ou religioso.
De acordo com o jornal argentino “Clarín”, ele conseguiu se esconder durante trinta anos entre o Líbano e a América Latina.
Ele também é procurado por ter uma rede para lavar dinheiro de traficantes.
O governo dos EUA ofereceu uma recompensa de US$ 7 milhões por informações sobre Salman.
Além disso, ele fica impossibilitado de fazer transações bancárias com entidades financeiras americanas em seu nome ou no do Hezbollah.

Deixe seu Comentário

Você também pode gostar

Deixe o Comentário

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência em anúncios, clique em aceitar para fechar esta janela. Aceitar