Início Mundo Boca de urna aponta vitória de partido de presidente em eleição na Ucrânia

Boca de urna aponta vitória de partido de presidente em eleição na Ucrânia

por Portal Click Política




Partido Servidor do Povo teria obtido entre 42,7% e 44,7% dos votos e ficaria próximo de conseguir maioria absoluta no parlamento. Presidente da Ucrânia, Vladimir Zelenski, faz discurso após eleição deste domingo
Reuters
O partido Servidor do Povo, liderado pelo presidente da Ucrânia, Vladimir Zelenski, venceu as eleições legislativas antecipadas realizadas neste domingo, de acordo com pesquisas de boca de urna divulgadas após o fechamento das urnas.
O Servidor do Povo teria obtido entre 42,7% e 44,7% dos votos, o que deixaria o partido muito perto de conseguir a maioria absoluta na Rada Suprema, o parlamento da Ucrânia.
Segundo as pesquisas, a segunda posição ficou com a Plataforma Opositora pela Vida, com 13%., partido de orientação pró-Rússia. Já o Solidariedade Europeia, do ex-presidente Petro Poroshenko, vem na sequência, com 8,5% da preferência do eleitorado, seguido do Batkivschina, da ex-premiê Yulia Timoshenko, com 7,5% dos votos.
A grande surpresa, de acordo com as pesquisas de boca de urna, seria a entrada do Voz da Ucrânia (Golos) no parlamento. O partido do roqueiro Sviatoslav Vakarchuk teria superado a cláusula de barreira de 5% para ter representantes na Rada Suprema.
No melhor dos cenários para Zelenski, o Servidor do Povo e o Golos terão mais da metade dos votos no parlamento e poderiam formar governo sem a necessidade de recorrer a Timoshenko, que pretende ser mais uma vez primeira-ministra da Ucrânia.
Pouco depois da divulgação das pesquisas de boca de urna, Zelenski fez um breve discurso na sede de seu partido e voltou a afirmar que o novo primeiro-ministro deverá ser um tecnocrata, um “guru da economia” e não um representante da “velha política” como Timoshenko.
Além disso, Zelinski revelou que já convidou Vakarchuk a negociar a formação do novo governo. Parecendo concordar com o presidente, roqueiro respondeu que as mudanças na Ucrânia devem começar na Rada Suprema, onde, segundo ele, as forças políticas tradicionais dificultam a aprovação de leis contra a corrupção.
Cerca de 30 milhões de ucranianos estavam aptos a votar hoje, mas a participação foi menor do que a esperada pelas autoridades da Comissão Central Eleitoral, apesar de os números oficiais ainda não terem sido divulgados pelo órgão.
A votação começou às 8h (2h de Brasília) e terminou às 17h GMT (14h de Brasília).
Partido do presidente ficou próximo de obter a maioria
Reuters
Ator novato
Zelenski, um ator novato na política que venceu a eleição presidencial em abril, dissolveu o atual Parlamento, hostil a ele, e convocou legislativas antecipadas. Incapaz de nomear um governo nos dois primeiros meses de exercício, teve que se limitar a declarações de intenções sobre o seu governo.
O partido se orgulha de ter “lançado um desafio ao sistema” para trazer mudanças e “limpar o país da corrupção” onipresente, a fim de seduzir o eleitorado de um dos países mais pobres da Europa, atingido por uma guerra contra os separatistas pró-russos que deixaram mais de 13 mil mortos em cinco anos.
“Não vemos uma coalizão com o antigo poder”, disse Zelenski, após votar em um bairro residencial de Kiev. Ele informou que há consultas em andamento sobre a nomeação do futuro primeiro-ministro.
“Esse homem tem que ser um economista absolutamente profissional, sem nenhum passado político”, afirmou.

Você também pode gostar

Deixe o Comentário

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência em anúncios, clique em aceitar para fechar esta janela. Aceitar