Gleisi Hoffmann diz que Lula é o plano A do PT para as eleições de 2022

A deputada federal e presidente do Partido dos Trabalhadores, Gleisi Hoffmann (PT-PR), disse em entrevista ao portal Universa, do UOL, que não vê “nada de bom no governo Bolsonaro”, com exceção do 13º da Bolsa Família e a retirada da inflação do programa. “É um governo com projeto de destruição. O Bolsonaro é um ser folclórico”, completa.

Gleisi também comentou sobre as eleições de 2022, afirmando que há possibilidade do PT disputar as eleições com Lula, deixando o nome de Haddad como “plano B”. “Lula é uma grande liderança do partido e, tendo condições de disputar, não teria dúvidas de que o PT disputaria com ele”, afirma.

- Publicidade -

A deputada não economizou críticas ao capitão reformado. Disse que, nesses 7 meses de mandato, Bolsonaro “não teve uma proposta sequer para tirar o povo da crise”, chamando-o, em seguida, de um “bandido na Presidência da República, que flerta com milícias, com o ilícito, com o autoritarismo, capaz de se dizer cúmplice de um assassinato, de um desaparecimento político no Brasil”. Hoffmann se referiu à fala de Bolsonaro sobre o desaparecimento de Fernando Santa Cruz durante a ditadura militar, ao dizer que Santa Cruz fazia parte do grupo “mais sanguinário” do movimento Ação Popular e que “veio a desaparecer” no Rio de Janeiro. Santa Cruz foi, na verdade, preso e morto por militares durante o regime militar.

Ao ser questionada sobre as críticas que recebe, sendo taxada de “louca” por atitudes como a ida à posse do ditador venezuelano Nicolás Maduro, Gleisi acredita que ser reflexo do fato de ser uma mulher na política. “Os homens são mais enfáticos, são compreendidos. Ninguém os chama de loucos. Quando é uma mulher, e eles perdem a razão, aí vem argumentos como esses”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui