Início Geral VAZA JATO: Senador Randolfe pede julgamento justo para Lula e afastamento urgente de Sérgio Moro do governo; CONFIRA!

VAZA JATO: Senador Randolfe pede julgamento justo para Lula e afastamento urgente de Sérgio Moro do governo; CONFIRA!

por Portal Click Política

Randolfe Rodrigues (REDE) expressou sua indignação nas redes sociais sobre os fatos revelados pela nova reportagem da Vaza Jato, divulgada na manhã deste domingo (8) pela Folha de S.Paulo, e clamou para que o ex-juiz Sergio Moro pedisse demissão e que o ex-presidente Lula tenha um julgamento justo. A reportagem da Folha citada pelo senador revelou o conluio entre o ex-juiz Sergio Moro e procuradores da Lava Jato para impedir que o ex-presidente Lula assumisse o cargo de ministro no governo de Dilma Rousseff.

“A reportagem publicada hoje pela Folha de S. Paulo traz informações graves que demonstram claros ataques ao Estado Democrático de Direito. Lula precisa ter um julgamento justo e já passa da hora do ministro Sergio Moro pedir demissão. A lei é para todos!”, escreveu o Rodrigues.

O jornalista Glenn Greenwald compartilhou a publicação do senador, sem economizar nos elogios e ainda mandando indiretas aos “ideólogos”. “Randolfe tem sido um dos defensores mais vocais de Lava Jato. Mas como ele é um ser humano racional que forma opiniões com base em fatos, e não um ideólogo que se recusa a reconhecer fatos que contradizem seus opiniões, entendeu a corrupção mostrada pela Vaza Jato desde o início”, concluiu.

A nova reportagem da Vaza Jato mostra que as escutas de Lula vinham sendo acompanhadas havia mais de um mês – ao menos desde 9 de fevereiro de 2016 – e todos os áudios desprezados e mantidos em sigilo pela força-tarefa mostram que o ex-presidente relutou a aceitar o convite de Dilma, além de manter diálogos com políticos, sindicalistas e outras esferas da sociedade, até mesmo com o então vice-presidente, Michel Temer, para encontrar caminhos para sanar a crise política e econômica por meio do diálogo.

O agente da PF responsável continuou ouvindo as conversas e relatando aos procuradores mesmo após o pedido de suspensão das escutas, às 11h12 do dia 16, data em que Lula aceitou o convite de Dilma para compor o governo. Dessa forma, ele comunicou imediatamente a conversa de Lula e Dilma, ocorrida às 13h32, repassando aos procuradores.

Click Política com a Fórum

Deixe seu Comentário

Você também pode gostar

Deixe o Comentário

For security, use of Google's reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

I agree to these terms.

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência em anúncios, clique em aceitar para fechar esta janela. Aceitar