Início Mundo Personagem das ruas de Santiago, ‘Homem-Aranha sensual’ varre rua para tirar sujeira deixada por protestos

Personagem das ruas de Santiago, ‘Homem-Aranha sensual’ varre rua para tirar sujeira deixada por protestos

por Portal Click Política




Equatoriano que dança fantasiado na capital chilena apoia mobilização: ‘São manifestações cidadãs. Como sempre, nada é absoluto, a maioria dessas pessoas são boas.’ Equatoriano conhecido nas ruas de Santiago por andar vestido de Homem-Aranha varre rua nesta terça-feira (22)
Reuters/Edgard Garrido
O equatoriano Renato Aviles, que vive há 17 anos no Chile e ficou conhecido por dançar na rua vestido de Homem-Aranha, compareceu à Praça Itália, um dos locais de protestos na região central de Santiago, na manhã desta terça-feira (22), para ajudar a varrer a rua, e arrancou aplausos e risadas das pessoas que passavam no local.
“Você trabalha mais que os milicos”, brincou um homem que observava o Home-Aranha, referindo-se ao acionamento dos militares para patrulhar as ruas chilenas em meio aos intensos confrontos entre forças de segurança e manifestantes.
Há dois meses, Aviles viralizou nas redes sociais ao ser flagrado em câmeras de segurança correndo atrás de um batedor de carteiras no centro de Santiago. “Meu apartamento fica a duas quadras daqui, este é meu bairro”, disse ao jornal “El Mercurio”. Identificado como “Sensual Spiderman” nas redes sociais, ele destaca que apoia as manifestações no Chile.
“Gosto do Chile desde sempre por causa da tranquilidade, porque países como Equador, Colômbia e Venezuela são mais perigosos. Aqui tenho me desenvolvido como pessoa na parte profissional, na dança e agora tenho um filho e mulher chilenos, então eu amo o Chile”, comenta.
Questionado sobre o que achava de ter ido ao Chile por causa da maior segurança, e o país estar mergulhado no caos dos protestos ele responde: “São manifestações cidadãs. Como sempre nada é absoluto, a maioria dessas pessoas são boas. A comunidade venezuelana tem uma frase muito bonita que diz ‘os bons somos maioria’. É o que penso das manifestações: existem muitas pessoas boas, as más são poucas. Esperoque a questão seja resolvida em breve, que cheguem a um acordo.”
No post abaixo, ele aparece dançando e molhando lenços de manifestantes para ajudar a encarar o gás lacrimogêneo lançado pelos policiais:
Initial plugin text

Deixe seu Comentário

Você também pode gostar

Deixe o Comentário

For security, use of Google's reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

I agree to these terms.

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência em anúncios, clique em aceitar para fechar esta janela. Aceitar