Coreia do Norte fecha porta a visita de premiê japonês e o chama de ‘idiota’




Shinzo Abe disse que gostaria de se encontrar com Kim Jong-un para falar sobre cidadãos japoneses sequestrados. Mas embaixador chamou premiê de ‘idiota e vilão’ e disse que ele não deve ‘nem sonhar’ em pisar em Pyongyang após criticar teste de mísseis norte-coreanos. O primeiro-ministro japonês Shinzo Abe durante pronunciamento no Parlamento de seu país, em outubro
AP Photo/Eugene Hoshiko
A Coreia do Norte chamou nesta quinta-feira (7) o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, de “idiota e vilão” que não deve nem sonhar em pisar em Pyongyang, em comentário na mídia carregado de insultos em resposta às críticas a um teste de armas norte-coreano.
A Coreia do Norte testou o que chamou de “lançadores de foguetes super grandes” em 31 de outubro, mas o Japão disse que provavelmente eram mísseis balísticos que violam as sanções da Organização das Nações Unidas (ONU).
Abe condenou o teste em uma cúpula asiática nesta semana e disse que estava ansioso para se encontrar com o líder norte-coreano, Kim Jong-un, “sem condições”, para resolver a questão de cidadãos japoneses sequestrados pelo Estado isolado, informou o governo japonês, segundo a agência de notícias Kyodo.
“Abe é um idiota e vilão, está fazendo barulho como se uma bomba nuclear tivesse sido lançada sobre o Japão, levantando questão sobre o teste de fogo de grandes lançadores de foguetes da RPDC (República Popular Democrática da Coreia)”, disse Song Il Ho, embaixador norte-coreano para os laços com o Japão, de acordo com a agência de notícias estatal KCNA.
“Abe será aconselhado a nem sonhar em atravessar o limiar de Pyongyang, uma vez que ele lançou uma torrente de injúria às justas medidas da RPDC para autodefesa.”
O comentário sinaliza um revés para a esperança de Abe de resolver o problema dos cidadãos japoneses sequestrados. Ele prometeu trazer todos eles de volta e afirmou que estava disposto a se reunir com Kim sem condições.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

For security, use of Google's reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

I agree to these terms.