Início Mundo Pessoas mortas em caminhão no Reino Unido eram vietnamitas

Pessoas mortas em caminhão no Reino Unido eram vietnamitas

por Portal Click Política




Todas as vítimas, 31 homens e oito mulheres, foram identificadas e são do Vietnã. Polícia montou barraca em frente ao caminhão onde foram encontrados 39 corpos no sul da Inglaterra, nessa quarta-feira (23)
Alastair Grant/AP
As 39 pessoas encontradas mortas no final de outubro dentro de um caminhão frigorífico perto de Londres eram de nacionalidade vietnamita – informou a polícia do Reino Unido nesta quinta-feira (7).
Todas as vítimas, 31 homens e oito mulheres, foram identificadas e são do Vietnã, disse à AFP um porta-voz da polícia de Essex, região do sudeste do Reino Unido, onde o veículo foi achado na madrugada de 23 de outubro.
Em um comunicado, a embaixada do Vietnã em Londres manifestou sua “profunda tristeza” com o ocorrido, transmitiu suas condolências às famílias e lhes garantiu seu apoio para devolver os corpos ao país.
Erro inicial
Inicialmente, a polícia britânica anunciou que tinham nacionalidade chinesa, até que várias famílias vietnamitas se apresentaram para dizer que temiam que seus familiares estivessem entre os mortos.
O motorista do caminhão, um norte-irlandês de 25 anos, e outro homem, procedente da mesma província britânica, foram detidos no Reino Unido e na Irlanda. O primeiro foi acusado de homicídio culposo, lavagem de dinheiro e complô para favorecer a imigração ilegal.
Três pessoas foram detidas e soltas após pagamento de fiança. A polícia investiga se há mais envolvidos. Outras 11 foram detidas no Vietnã por ligação com este mesmo caso.
Incomum no Reino Unido, a tragédia causou grande comoção e chamados de advertência sobre o risco de que os traficantes de pessoas aumentem o número de imigrantes irregulares na Europa.
De Hanói, o Ministério vietnamita de Segurança Pública confirmou que os mortos eram originários de seis províncias do país.
Mesmo antes da confirmação oficial, o governo vietnamita anunciou, no início da semana, que trabalhava com as autoridades britânicas na repatriação dos corpos.

Deixe seu Comentário

Você também pode gostar

Deixe o Comentário

For security, use of Google's reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

I agree to these terms.

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência em anúncios, clique em aceitar para fechar esta janela. Aceitar