Início Mundo Após cúpula do Brics, Bolsonaro se reúne com Putin no Planalto

Após cúpula do Brics, Bolsonaro se reúne com Putin no Planalto

por Portal Click Política




Presidente da Rússia participou do encontro de chefes do bloco, realizado em Brasília. Nesta quinta, Bolsonaro também terá reunião bilateral com presidente da África do Sul. Presidente da Rússia, Vladimir Putin, chega ao Palácio do Planalto, em Brasília
Após o encerramento da 11ª reunião de cúpula dos chefes do Brics – bloco formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul – nesta quinta-feira (14), em Brasília, o presidente Jair Bolsonaro recebeu no Palácio do Planalto o presidente da Rússia, Vladimir Putin.
Depois do encontro com o líder russo, Bolsonaro se reunirá, também no Planalto, com o presidente da África do Sul, Cyril Ramaphosa.
Putin e Ramaphosa vieram ao Brasil para participar da reunião dos líderes do Brics, que também contou com as presenças do presidente da China, Xi Jinping, e do primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi. Os dois tiveram bilaterais com Bolsonaro na quarta-feira (13).
A cúpula do Brics foi realizada em Brasília porque o Brasil está na presidência rotativa do grupo econômico. A Rússia, com Putin, comandará o bloco em 2020.
O presidente Jair Bolsonaro ao lado do presidente da Rússia, Vladimir Putin
Divulgação/Palácio do Planalto
Críticas ao protecionismo
A programação da cúpula do Brics começou na quarta-feira, em Brasília, com um fórum empresarial. Nesta quinta foram realizadas as sessões fechada e plenária e um diálogo sobre o banco do Brics, no Palácio Itamaraty.
Os chefes defenderam ampliar as relações comerciais entre os integrantes do grupo. Xi Jinping e Putin fizeram críticas mais enfáticas ao protecionismo na economia. A China, por exemplo, trava uma guerra comercial com os Estados Unidos.
Apoiador de Donald Trump, Bolsonaro evitou críticas diretas as barreiras comerciais e disse que, apesar de mirar o mundo, sua política externa coloca em primeiro lugar o Brasil.
Em relação ao Brics, Bolsonaro cobrou um aumento nos financiamentos a projetos brasileiros por parte do banco do Brics.
Durante os compromissos da cúpula, Putin afirmou que a economia global deve cair em 2019 ao menor nível de crescimento nos últimos dez anos, o que exige esforço dos países para reverter o quadro.
“Temos visto crescimento de atitudes protecionistas, de problemas alfandegários, e os países do Brics têm que se esforçar para não se deixar abater por essas coisas “, disse.
Já nesta quinta, o presidente da Rússia abordou a necessidade de um esforço do Brics para assumir um “papel de liderança” na ONU, o que inclui o combate ao terrorismo e ao que chamou de “propagação da ideologia terrorista”.
“Deveríamos trabalhar de modo mais vigoroso, mais empenhado e comprometido para promover uma agenda internacional positiva. Deveríamos reunir países de mentalidade afim, em prol da resolução de questões globais e regionais cruciais”, declarou.
Declaração de Brasília
Ao final da cúpula, os cinco países do Brics divulgaram uma declaração com 73 tópicos sobre o futuro do grupo econômico e da política internacional.
Principais pontos do documento:
compromisso com as metas de redução das emissões de carbono fixadas a partir do Acordo de Paris;
reforma “abrangente” das Nações Unidas, incluindo o Conselho de Segurança;
preocupação com a possibilidade de uma corrida armamentista no espaço exterior;
na economia, defesa de “mercados abertos, de um ambiente de negócios e comércio justo, imparcial e não-discriminatório, de reformas estruturais, de concorrência efetiva e justa”;
empenho para a adoção de medidas para combater a corrupção no setor público;
ausência de menções no documento a conflitos regionais na vizinhança dos membros do Brics. Nos 73 tópicos, não aparece, por exemplo, qualquer menção às crises políticas na Venezuela, no Chile e na Bolívia.

Deixe seu Comentário

Você também pode gostar

Deixe o Comentário

For security, use of Google's reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

I agree to these terms.

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência em anúncios, clique em aceitar para fechar esta janela. Aceitar