Início Mundo Fundador do Cirque du Soleil vai responder por cultivo de maconha na Polinésia Francesa

Fundador do Cirque du Soleil vai responder por cultivo de maconha na Polinésia Francesa

por Portal Click Política




Empresário canadense Guy Laliberté saiu em liberdade do Palácio de Justiça de Papeete. Ele não foi acusado de tráfico. Fundador do Cirque du Soleil, Guy Laliberté, chega ao tribunal de Papeete, na Polinésia Francesa
Mike Leyral / AFP
O bilionário canadense Guy Laliberté, fundador do Cirque du Soleil, vai responder por posse e cultivo de entorpecentes em seu atol na Polinésia Francesa. O empresário saiu em liberdade do Palácio de Justiça em Papeete, capital da Polinésia Francesa.
Laliberté é suspeito de cultivar plantas de maconhas em um contêiner trancado a chave em seu atol privado de Nukutepipi, no arquipélago das Tuamotu.
“Não foi apresentada nenhuma acusação de tráfico”, informou a empresa do canadense, Lune Rouge, em um comunicado.
Laliberté já investiu em maconha medicinal no Canadá. Porém, ele pode ser condenado a até 10 anos de prisão pelas leis francesas.
“Este caso é de uma banalidade pavorosa. Há uma dezena de plantas de pakalolo (nome polinésio da maconha) cultivadas para consumo médico e pessoal”, declarou à AFP o advogado do bilionário, Yves Piriou.
Na terça-feira (12), Guy Laliberté compareceu voluntariamente à delegacia depois de um pedido das autoridades locais. A polícia já havia interrogado há algumas semanas um amigo do bilionário canadense por posse de droga e encontraram fotos das plantações em seu telefone celular.
Desde julho, o empresário aluga seu atol por 900 mil euros por semana. Os interessados dispõem de 16 residências luxuosas em um cenário paradisíaco.
Polinésia Francesa
G 1

Deixe seu Comentário

Você também pode gostar

Deixe o Comentário

For security, use of Google's reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

I agree to these terms.

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência em anúncios, clique em aceitar para fechar esta janela. Aceitar