Início Mundo Embaixada russa publica foto de encontro do Brics com Michel Temer no lugar de Jair Bolsonaro

Embaixada russa publica foto de encontro do Brics com Michel Temer no lugar de Jair Bolsonaro

por Portal Click Política




Imagem de 2016 publicada nesta sexta-feira (15) pela representação da Rússia no Reino Unido também apresenta o ex-presidente da África do Sul, e não o atual. Postagem viralizou no Twitter. Embaixada da Rússia no Reino Unido publicou nesta sexta-feira (15) foto desatualizada de encontro dos Brics
@RussianEmbassy/Reprodução/Twitter
Para celebrar a reunião do Brics desta semana em Brasília, a Embaixada da Rússia no Reino Unido publicou no Twitter nesta sexta-feira (15) uma foto de um encontro que mostra o ex-presidente Michel Temer – e não o atual, Jair Bolsonaro. A imagem viralizou nas redes sociais.
A foto em questão se refere a um encontro informal em setembro de 2016 dos presidentes de Brasil, Rússia, China, Índia e África do Sul na cidade chinesa de Hangzhou, antes do encontro do G20 daquele ano.
Além de Michel Temer, a foto publicada está desatualizada quanto ao presidente da África do Sul: ela mostra o ex-presidente Jacob Zuma, e não o atual, Cyril Ramaphosa. Os demais líderes – Vladimir Putin, Xi Jinping e Narendra Modi – continuam no poder.
Encontro em Brasília
Líderes do Brics posaram para foto antes de reunião de cúpula no Palácio do Itamaraty
Marcos Corrêa/PR
Os cinco países membros do Brics – Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul – assinaram nesta quinta-feira (14), no encerramento da 11ª Cúpula do grupo, em Brasília, uma declaração com 73 tópicos sobre o futuro do grupo econômico e da política internacional.
Principais pontos do documento:
Compromisso com as metas de redução das emissões de carbono fixadas a partir do Acordo de Paris.
Reforma “abrangente” das Nações Unidas, incluindo o Conselho de Segurança.
Preocupação com a possibilidade de uma corrida armamentista no espaço exterior.
Na economia, defesa de “mercados abertos, de um ambiente de negócios e comércio justo, imparcial e não-discriminatório, de reformas estruturais, de concorrência efetiva e justa”.
Empenho para a adoção de medidas para combater a corrupção no setor público.
Ausência de menções no documento a conflitos regionais na vizinhança dos membros do Brics. Nos 73 tópicos, não aparece, por exemplo, qualquer menção às crises políticas na Venezuela, no Chile e na Bolívia.

Deixe seu Comentário

Você também pode gostar

Deixe o Comentário

For security, use of Google's reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

I agree to these terms.

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência em anúncios, clique em aceitar para fechar esta janela. Aceitar