Início Mundo De surpresa, vice de Trump visita o Iraque e tenta reaproximação com curdos

De surpresa, vice de Trump visita o Iraque e tenta reaproximação com curdos

por Portal Click Política




Viagem ocorre um dia depois de os EUA voltarem a coordenar ofensivas com as milícias curdas contra os terroristas do Estado Islâmico no norte da Síria. Mike Pence, vice-presidente dos EUA, chega a Irbil, no Iraque, neste sábado (23)
Andrew Harnik/AP Photo
O vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, desembarcou neste sábado (23) em Irbil, no norte do Iraque, para uma viagem não anunciada de encontro com lideranças do Curdistão Iraquiano — região autônoma no país habitada principalmente por curdos.
A viagem é vista como uma tentativa do governo dos Estados Unidos em se reaproximar da população curda do Oriente Médio na luta contra o Estado Islâmico.
No início de outubro, o presidente norte-americano, Donald Trump, ordenou a retirada de militares que combatiam os terroristas com auxílio das milícias curdas do norte da Síria. A ação abriu caminho para uma ofensiva da Turquia na região, país que vive relações hostis com militantes independentistas do Curdistão.
ENTENDA: Quem são os curdos e por que estão na mira da Turquia
Vice-presidente Mike Pence servem peru a militares dos EUA em base no Iraque neste sábado (23)
Andrew Harnik/AP Photo
Pence visitou o presidente do Curdistão Iraquiano, Nechirvan Barzani, e a base aérea de Al-Asad. Foi de lá que saiu a operação que culminou na morte do terrorista Abu Bakr-al-Baghdadi, chefe do Estado Islâmico.
De acordo com a agência Associated Press, Pence também ligou para o primeiro-ministro do Iraque, Adil Abdul-Mahdi, pressionado por violentos protestos que deixaram 320 mortos em dois meses. O vice dos EUA advertiu o premiê sobre a influência do Irã, inimigo norte-americano, no governo local — a aproximação de Teerã com Bagdá é um dos motivos das manifestações.
Ação contra terroristas
A visita de Pence ocorreu um dia depois de uma ofensiva iniciada por norte-americanos e curdos do norte da Síria contra terroristas do Estado Islâmico. É a primeira ação conjunta desde a retirada dos militares dos EUA da região.
Segundo a agência AP, centenas de curdos participaram da operação, que terminou com a captura de dezenas de terroristas do Estado Islâmico.

Deixe seu Comentário

Você também pode gostar

Deixe o Comentário

For security, use of Google's reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

I agree to these terms.

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência em anúncios, clique em aceitar para fechar esta janela. Aceitar