EUA proíbe ministro cubano envolvido em ação na Venezuela de entrar em território norte-americano




O ministro Leopoldo Cintra é acusado de violar os direitos humanos de opositores ao governo de Nicolás Maduro, na Venezuela. Mike Pompeo, secretário de Estado dos EUA, informou nas redes sociais que EUA proibiu a entrada do ministro cubano Leopoldo Cintra no país
Saul Loeb/AFP
Os Estados Unidos proibiram a entrada em seu território do ministro cubano das Forças Armadas Revolucionárias, Leopoldo Cintra, acusado de violar direitos humanos de opositores ao governo de Nicolás Maduro, na Venezuela.
A notícia foi dada pelo secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, nesta quinta-feira (02). Em sua conta no Twitter, o Pompeo escreveu: “promoveremos a responsabilidade por aqueles que abusam dos direitos humanos, onde quer que eles possam residir.”
Segundo Pompeo, a medida também afeta os filhos do ministro: Deborah e Leopoldo Cintra González.
Cintra tem 79 anos e lutou ao lado de Fidel Castro para derrubar a ditadura de Fulgêncio Batista em Cuba, em 1959. O ministro é considerado um “herói da República” no país.
VEJA: Cuba volta a ter primeiro-ministro depois de mais de 40 anos
Cuba volta a ter primeiro-ministro depois de mais de 40 anos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui