Filho bebê de bombeiro que morreu combatendo os incêndios na Austrália recebe medalha em homenagem ao pai




Harvey Keaton, de 1 ano e 7 meses, recebeu a medalha por seu pai, Geoffrey Keaton, que morreu em 19 de dezembro. A foto, do Serviço de Bombeiros Rural em Nova Gales do Sul, mostra o comissário Shane Fitzsimmons colocando uma medalha na roupa de Harvey Keaton, de 1 ano e 7 meses, que perdeu o pai, Geoffrey Keaton, bombeiro voluntário que combatia os incêndios na Austrália.
Handout / New South Wales Rural Fire Service / AFP
Um bebê de 1 ano e 7 meses recebeu, nesta quinta-feira (2), uma medalha em homenagem ao pai que morreu combatendo os incêndios na Austrália.
Na foto da cerimônia, divulgada pelo Serviço Rural de Bombeiros da Nova Gales do Sul, o pequeno Harvey Keaton aparece em pé, usando uma chupeta e a farda da organização enquanto o comissário Shane Fitzsimmons se ajoelha e prega a medalha em sua roupa. Ele recebeu louvores por “Serviço Extraordinário” e “Bravura”.
O pai de Harvey, o bombeiro voluntário Geoffrey Keaton, de 32 anos, morreu no dia 19 de dezembro quando o caminhão de bombeiros em que estava bateu em uma árvore caída e girou para fora da estrada.
Ele e um colega – Andrew O’Dwyer, de 36 anos, que também morreu e também deixou uma filha bebê – seguiam para combater um dos incêndios que atingem o país há meses. Andrew será enterrado na semana que vem, segundo a BBC.
Os bombeiros Andrew O’Dwyer (esq.) e Geoffrey Keaton morreram no dia 19 de dezembro enquanto combatiam os incêndios que atingem a Austrália há meses.
Reprodução/Facebook Andrew O’Dwyer e Geoff Keaton
No funeral de Geoffrey, realizado nesta quinta (2), vários bombeiros formaram uma guarda de honra para saudar o caixão dele na chegada ao local da cerimônia, em Sydney. Uma caneca colocada sobre o caixão tinha uma foto de bonequinhos de pai e filho e a frase: “Papai, te amo muito”.
Outra foto do funeral mostrou Harvey sendo segurado por sua mãe – a noiva de Geoffrey, Jess Hayes – enquanto olhavam um retrato do bombeiro em cima de seu caixão.
A foto, do Serviço Rural de Bombeiros da Nova Gales do Sul, mostra o funeral, nesta quinta-feira (2), do bombeiro Geoffrey Keaton, que morreu combatendo os incêndios na Austrália em 19 de dezembro.
Handout / New South Wales Rural Fire Service / AFP
O primeiro-ministro australiano, Scott Morrison, compareceu à cerimônia, e disse que estava lá para “lembrar e agradecer a vida e serviço de Geoff Keaton”. Morrison tem enfrentado críticas por sua resposta aos incêndios: ao se dirigir ao país no discurso de Ano Novo, ele não fez ligações entre os incêndios e as mudanças climáticas, e, em novembro, afirmou que não há conexão direta entre as emissões de gás carbônico do país e o fogo.
Mais de 100 brasileiros ajudam na reconstrução de área atingida por incêndios na Austrália
Nesta quinta-feira (2), o país ordenou a retirada de pessoas de cidades antes de uma onda de calor. Na segunda-feira (30), as temperaturas ultrapassaram os 40ºC.
Desde setembro, 18 pessoas morreram por causa dos incêndios – 7 em Nova Gales do Sul apenas nesta semana. Outras 18 estão desaparecidas, segundo a Reuters.
No funeral de Geoffrey, realizado nesta quinta (2), vários bombeiros formaram uma guarda de honra para saudar o caixão dele
Handout / New South Wales Rural Fire Service / AFP
Além de Geoffrey e Andrew, um terceiro bombeiro morreu, na segunda-feira (30), quando ventos fortes derrubaram o caminhão em que estava. Outros dois bombeiros ficaram feridos no incidente, de acordo com a BBC.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui