Por ‘princípios’, México seguirá abrigando aliados de Morales em sua embaixada na Bolívia




‘Não podemos fraquejar neste assunto de dar proteção aos perseguidos políticos que receberam asilo na nossa embaixada’, afirmou o presidente do México. Andres Manuel Lopez Obrador, presidente do México, no dia 27 de dezembro de 2019
Henry Romero/Reuters
O presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, prometeu nesta quinta-feira (2) que vai continuar a dar asilo na embaixada do país na Bolívia a pessoas próximas ao ex-presidente boliviano, Evo Morales, o que tem provocado uma disputa com o país sul-americano.
Em novembro, Morales se asilou no México logo depois de ser pressionado a renunciar à Presidência da Bolívia no que afirmou ter sido um golpe de Estado. Além disso, nove ex-funcionários de seu governo se refugiaram na embaixada mexicana em La Paz, que denunciou sofrer uma hostilidade pelo excesso de vigilância policial.
México vai recorrer à corte internacional de justiça contra a Bolívia
Aumentando as tensões, no final do ano passado, a presidente interina da Bolívia, Jeanine Añez, expulsou a embaixadora do México do país e o cônsul espanhol, após o governo mexicano denunciar que autoridades bolivianas retiveram os automóveis de funcionários espanhóis que visitaram a residência diplomática mexicana em La Paz.
“(O chanceler) Marcelo Ebrard tem a instrução de que se faça valer o direito de asilo”, disse López Obrador nesta quinta (2) em um entrevista coletiva. “Não podemos fraquejar neste assunto de dar proteção aos perseguidos políticos que receberam asilo na nossa embaixada.”
“Se nós entregarmos essas pessoas, estaríamos acabando com o direito de asilo, que para o México é sagrado”, acrescentou. “É uma questão de princípios.”
Apesar do impasse, o governo mexicano disse na segunda-feira que, ao menos por ora, não tem intenções de romper relações diplomáticas com a Bolívia nem declarar persona non grata o embaixador boliviano na Cidade do México, José Crespo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui