Filha de general iraniano diz que plano de Trump de separar Irã e Iraque falhou




Funeral reúne milhares em Teerã, capital do Irã, nesta segunda-feira (6). Cartaz com a foto do líder espiritual do Irã, aiatolá Ali Khamenei, concedendo a maior honra militar do país ao general Qasem Soleimani, morto em ataque americano, é visto durante funeral em Teerã, nesta segunda-feira (6)
Atta Kenare / AFP
A filha do general iraniano Qasem Soleimani, morto em um ataque americano em Bagdá (Iraque), declarou que o “plano maligno” do presidente americano, Donald Trump, de causar separação entre o Iraque e o Irã falhou. O funeral mobiliza uma multidão em Teerã nesta segunda-feira (6).
“Trump, seu jogador compulsivo, seu plano maligno de causar separação entre o Iraque e do Irã com seu erro estratégico de assassinar Qasem Soleimani e Abu Mahdi Al-Muhandis [líder da milícia iraquiana] falhou e só causou unidade histórica entre as duas nações e provocou seu ódio eterno por Estados Unidos “, disse Zeinab Soleimani.
Ela afirmou ainda que o ataque trará dias mais escuros para os Estados Unidos e Israel.
Multidão participa do funeral do general Qassem Soleimani morto em ataque dos EUA
“Hei, louco do Trump, você é o símbolo da estupidez e um brinquedo nas mãos dos sionistas internacionais”, afirmou.
Carregando cartazes com o retrato de Soleimani, as pessoas se reuniram nos arredores da Universidade de Teerã, onde o líder supremo do Irã, Ali Khamenei, preside as cerimônias e orações pelo general.
Initial plugin text

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

For security, use of Google's reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

I agree to these terms.