Bombeiro morto em incêndio florestal na Austrália recebe homenagem de colegas e filha de dois anos




Charlotte O’Dwyer vestiu o capacete de seu pai, Andrew, morto durante ação de combate às chamas; ao todo três bombeiros morreram desde o início dos incêndios em setembro. Charlotte O’Dwyer, filha do bombeiro Andrew O’Dwyer, recebe o capacete de seu pai durante velório.
AAP Image/Dean Lewins/Pool/Reuters
Bombeiros australianos formaram uma guarda de honra nesta terça-feira (7) para se despedir do oficial Andrew O’Dwyer, um dos três voluntários mortos durante os incêndios que atingem a Austrália.
O’Dwyer, de 36 anos, morreu em serviço ao lado de seu colega Geoffrey Keaton, em 19 de dezembro, depois que uma árvore queimada desmoronou sobre o caminhão em que estavam.
Veja fotos dos incêndios florestais na Austrália
Fumaça de incêndios da Austrália deve chegar ao Brasil
A filha mais nova de O’Dwyer, Charlotte, de apenas dois anos, recebeu pelo seu pai uma medalha de honra e o capacete usado durante as ações.
Bombeiros se despedem do colega, Andrew O’Dwyer, morto em incêndio na Austrália
AAP Image/Bianca De Marchi/Reuters
Além de O’Dwyer e Keaton, um terceiro bombeiro foi morto no final de dezembro em outro incidente. Segundo dados oficiais, ao menos 25 mortes foram registradas desde o início do fogo, em setembro de 2019.
Os incêndios destruíram mais de 8,6 milhões de hectares em toda a Austrália desde setembro, desabrigando milhares de famílias no sudeste australiano.
Um grupo de empresários australianos se comprometeu a criar um fundo de US$ 17,3 milhões (cerca de R$ 73 milhões) para o financiamento da educação de crianças cujos pais morreram enquanto serviam durante desastres.
Governo da Austrália registra 25 mortos em incêndios florestais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui