Twitter suspende contas ligadas ao regime de Nicolás Maduro




Entre os mais de 20 perfis desativados estão os do Banco Central e das Forças Armadas da Venezuela. A rede social Twitter suspendeu dezenas de contas ligadas ao regime de Nicolás Maduro, entre eles perfis de instituições das Forças Armadas e do Banco Central de Venezuela (@BCV_ORG_VE). Também está suspensa a conta institucional de imprensa da presidência da Venezuela (@PresidencialVen).
O perfil pessoal de Maduro (@maduro_en), no entanto, continua ativo.
O Twitter ainda não informou os motivos exatos da suspensão. O aviso nas contas diz apenas que elas violaram as “Regras de uso” da rede.
Guaidó é barrado e entra à força no parlamento venezuelano
Twitter suspende contas ligadas a Maduro
Reprodução/Twitter
Entre as várias regras listadas pela empresa de tecnologia que não podem ser violadas estão:
Violência
Terrorismo ou extremismo
Exploração sexual de menores
Abuso ou assédio
Conduta de propagação de ódio
Suicídio ou automutilação
Mídia sensível, incluindo violência explícita e conteúdo adulto
Produtos ou serviços ilegais ou regulamentados
Publicação de informações privadas de outras pessoas
Nudez não consensual
Spam e manipulação
Integridade nas eleições
Falsa identidade
Direitos autorais e marca registrada
Publicidade de terceiros em vídeo
Nicolás Maduro durante reunião com autoridades do chavismo no Palácio de Miraflores, em Caracas
HO/Venezuelan Presidency/AFP
Líder da Oposição na Venezuela, Juan Guaidó, fura cerco e entra na Assembleia

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui