Aos poucos a democracia desaparece e até PMs tentam censurar ato do MPL; VEJA!

Segundo o Jornalistas Livres, a polícia estava revistando jornalistas, fotógrafos, advogados e ativistas na concentração, que começou na Praça da Sé, por volta das 17h.

De acordo com a Ponte Jornalismo, um manifestante foi proibido de usar uma bandeira antifascista. “Se pegar a bandeira vai pro DP”, disse o policial. A bandeira ficou no chão.

- Publicidade -

O ato saiu às perto das 18h15min, sob chuva torrencial, em direção à Estação República. Os manifestantes queimaram, de forma simbólica, uma catraca de papel.

No fim do primeiro ato, que aconteceu na terça (6), a PM impediu que os manifestantes entrassem na estação Trianon-Masp.

Click Política

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui