Ex- senador do Pará é preso por suspeita de ter desviado mais de R$ 1 milhão da hidrelétrica de Belo Monte; VEJA!

Polícia Federal prende Luiz Otavio Campos (MDB) por suspeita de desviar R$ 1,5 milhão da obra da hidrelétrica de Belo Monte. Dinheiro teria sido utilizado para financiar ilegalmente a campanha eleitoral de 2014 do atual governador do Pará, Helder Barbalho (MDB).

A PF também cumpriu mandado de prisão temporária em Palmas, Tocantins, contra o empresário Álvaro Cesar Silva da Rin, suspeito de participar dos desvios. Também foram expedidos mandados de busca e apreensão no Pará, Brasília e Tocantins.

- Publicidade -

A investigação começou a partir da delação premiada de executivos da Odebrecht, que apontou o pagamento de R$1,5 milhão para Barbalho em parcelas de R$ 500 mil, entregues em endereços ligados ao ex-senador Luiz Otavio.

O ex-senador também já foi secretário executivo de Helder Barbalho quando este era ministro do governo de Michel Temer. Em depoimento à PF, Luiz Otávio chegou a admitir que participou de uma reunião no Rio de Janeiro com empresários responsáveis por Belo Monte para solicitar “doações eleitorais” a eles, mas negou que houvesse acerto para caixa dois.

A investigação teve início no Supremo Tribunal Federal (STF), mas foi desmembrada para a Justiça Eleitoral do Pará. Os mandados foram autorizados pela 1ª Vara da Justiça Eleitoral de Belém.

Click Política

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui