Início Mundo Milhares saem às ruas na Austrália e cobram medidas mais duras sobre mudanças climáticas

Milhares saem às ruas na Austrália e cobram medidas mais duras sobre mudanças climáticas

por Portal Click Política




Motivados pela crise dos incêndios, muitos pediram a demissão do primeiro-ministro Scott Morrison. Apenas em Melbourne, protestos reuniram cerca de 10 mil pessoas nesta sexta-feira (10). Milhares protestam contra política ambiental do governo da Austrália
Milhares de pessoas saíram às ruas de várias cidades da Austrália nesta sexta-feira (10) para cobrar do governo medidas mais ousadas sobre mudanças climáticas. Motivados pela crise ambiental gerada pelos incêndios florestais que assolam o país desde setembro do ano passado, muitos chegaram a pedir a demissão do primeiro-ministro Scott Morrison.
Em Melbourne, maior cidade do estado de Victoria, cerca de 10 mil pessoas também pressionaram o governo para que não desvie dinheiro dos recursos usados para emergência nos incêndios, segundo o jornal “The Washington Post”.
“Olhe isso através das lentes dos serviços de emergência e das comunidades devastadas pelos incêndios – esta é a melhor maneira de demonstrar seu apoio?”, disse Tim Hansen, comissário assistente interino da polícia de Victoria, um dos estados mais afetados pelo fogo.
A polícia estadual declarou, segundo o jornal norte-americano, que nenhum policial seria retirado dos incêndios para gerenciar o protesto.
Manifestantes protestam em Sydney contra o aquecimento global e os incêndios na Austrália – 10 de janeiro de 2020
Stringer/Reuters
Nesta sexta, Morrison afirmou a jornalistas que “haverá as revisões que vocês esperam” e que o governo federal trabalhará em parceria com os estaduais, mas ignorou as críticas sobre o que muitos australianos consideram uma resposta lenta e desproporcional à crise ambiental gerada pelos incêndios florestais.
“O que temos aqui é a maior resposta federal a um desastre nacional que o país já viu”, disse Morrison, de acordo com a agência de notícias Associated Press. “O governo está respondendo a uma crise sem precedentes, com um nível de apoio sem precedentes.”
Manifestantes também protestaram em frente a embaixadas da Austrália em países da América Latina e Europa.
Ativistas protestam em frente à embaixada da Austrália em Lima, no Peru, por causa dos incêndios que atingem o país – 10 de janeiro de 2020
Cris Bouroncle/AFP
Manifestantes protestam pela crise ambiental dos incêndios na Austrália, em frente à embaixada do país em Londres – 10 de janeiro de 2010
Henry Nicholls/Reuters
‘Megaincêndio’ assola área quatro vezes maior que Nova York
Dois grandes incêndios no sudeste da Austrália se uniram nesta sexta-feira (10), originando um incêndio gigantesco que assola um território equivalente a quatro vezes a superfície da cidade de Nova York, segundo a agência de notícias France Press (AFP).
Megaincêndio na Austrália tem quase meio milhão de hectares em chama, quatro vezes o tamanho de NY.
Arte/G1
As temperaturas subiram nesta sexta-feira para 40°C em algumas regiões, agravando os incêndios que queimavam no estado de Nova Gales do Sul e no estado vizinho de Victoria. Os ventos fortes na região foram os responsáveis por espalhar as chamas e unir os dois incêndios.
Initial plugin text
VÍDEOS
Austrália vai abater 10 mil camelos selvagens por causa da seca
Veja a dimensão do maior incêndio na Austrália em 20 anos

Você também pode gostar

Deixe o Comentário

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência em anúncios, clique em aceitar para fechar esta janela. Aceitar