Marcha no Iraque pede saída das tropas dos EUA




Apoiadores do clérigo xiita iraquiano Moqtada al-Sadr carregam cartaz com a foto do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, em um protesto em Bagdá, no Iraque, nesta sexta-feira (24)
Alaa al-Marjani/ Reuters
Milhares de manifestantes fizeram uma caminhada nesta sexta-feira (24) em Bagdá para pedir a saída das tropas americanas do Iraque. O protesto, que reúne simpatizantes do clérigo Moqtada Sadr, acontece semanas após o ataque americano que matou o general iraniano Qassem Soleimani na capital iraquiana.
A morte do general fez com que o temor de uma guerra entre EUA e Irã viesse à tona.
Moqtada Sadr é do partido que conseguiu o maior número de cadeiras no Parlamento iraquiano nas eleições de maio de 2018. Seus seguidores combateram os militares americanos que invadiram o país em 2003 para derrubar o então presidente Saddam Hussein.
Em um comunicado, ele divulgou uma série de condições para a permanência dos americanos, como o cancelamento de acordo de segurança existentes, o fechamento de bases militares, o fim da atuação de empresas de segurança americanas e do acesso dos EUA ao espaço aéreo iraquiano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

For security, use of Google's reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

I agree to these terms.