Acusado de matar delegado é preso com celular em nome de Temer

A Polícia Civil de Minas prendeu ontem Guilherme Silva Fraga, de 27 anos, acusado de matar um delegado e sequestrar o gerente de um banco na Bahia, informa o Estadão.




Com ele foram apreendidos dois celulares cadastrados em nome de Michel Temer –o acusado tinha uma agenda com CPF e nome completo do presidente, além de outro celular em nome de José Ronaldo de Carvalho, prefeito de Feira de Santana.




A polícia acredita que a intenção da quadrilha a que Fraga é acusado de pertencer era evitar a escuta dos aparelhos. “Talvez achassem que assim o juiz não autorizasse a interceptação dos celulares”, disse o delegado Herivelton Santana.
CLICK POLÍTICA com informações de antagonista

você pode gostar também Mais do autor