ATÉ BLOG DO UOL RECONHECE: Candidatura de Lula ganha mídia internacional e ofusca concorrentes

Do Blog do Brasilianismo do UOL:

O noticiário internacional a respeito do fim de semana de anúncios de candidaturas à Presidência do Brasil se resumiu a praticamente um único nome, e um lugar: Luiz Inácio Lula da Silva, direto da prisão.

A oficialização da candidatura do ex-presidente pelo PT se tornou o principal tema relacionado ao Brasil na imprensa estrangeira neste fim de semana. Dezenas de veículos da mídia de outros países noticiaram o anúncio oficial do partido, sempre destacando que o agora candidato está preso desde abril –tanto que sua ausência no evento de lançamento da campanha ficou sempre evidente nas imagens publicadas.

”Ex-presidente do Brasil nomeado candidato apesar da condenação à prisão”, diz o título publicado pela rede britânica BBC. ”Partido dos Trabalhadores do Brasil nomeia o encarcerado Lula como candidato a presidente”, ecoa o jornal ”The Guardian”. ”Partido brasileiro nomeia líder preso como candidato a presidente”, diz o título publicado pelo site da rede americana Fox News, com texto da agência de notícias ”Associated Press”. ”Ainda na prisão, Lula é designado candidato à Presidência”, diz o francês ”Le Monde”.

Independentemente da possibilidade ou não de Lula ser elegível à Presidência, sua candidatura conseguiu um feito logo no anúncio oficial. Ela ofuscou os concorrentes e as outras convenções partidárias no Brasil, transformando a oficialização de outros candidatos em notas menores na imprensa estrangeira.

Relacionadas

As poucas reportagens com focos em outros candidatos na mídia internacional focam o fato de Jair Bolsonaro ainda não ter definido seu vice (que deve ficar com ”membro da família real ou general”, segundo a Bloomberg), e a entrada de Henrique Meirelles, ”candidato dos mercados”, na corrida presidencial.

Enquanto isso, as candidaturas de Geraldo Alckmin (PSDB) e Marina Silva (Rede) viraram apenas curtos relatos dentro das reportagens sobre Lula. ”Pelo menos oito partidos realizaram convenções no sábado, quase todos confirmando candidatos presidenciais esperados ou apoiando candidatos de partidos aliados”, resume uma reportagem da agência Reuters, publicada pelo ”New York Times”.

Em toda a cobertura sobre o ex-presidente, preso e agora candidato, a imprensa internacional destacou dois pontos importantes: a popularidade ainda em alta de Lula, que lidera as pesquisas de intenção de voto, e o fato de que Lula provavelmente não poderá levar adiante sua candidatura.

Segundo o ”Le Monde”, a candidatura de Lula mostra que mesmo que ele esteja preso por corrupção, ”seu carisma e sua influência política continuam intactas”.

Ainda assim, indica que ele dificilmente poderá ser realmente candidato. ”Mesmo que o partido negue preparar um plano B, ninguém ignora que a candidatura de Lula será realmente invalidada pela Justiça Eleitoral”, diz.

Mesmo com todo o destaque para a candidatura de lula, uma reportagem da Reuters indica que o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, será o candidato do PT no caso de a candidatura de Lula ser barrada pela Justiça.

você pode gostar também Mais do autor