Bancada do PT pede investigação sobre suposto subfaturamento de imóvel de Sergio Moro

0

O deputado federal Paulo Teixeira (PT-SP) e a bancada do Partido dos Trabalhadores na Câmara Federal vão pedir ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ) que investigue a denúncia de que o juiz federal Sergio Moro, responsável pela Operação Lava Jato, tenha supostamente subfaturado a compra de um apartamento em Curitiba. “O que precisa ser investigado é se, de fato, o imóvel foi subfaturado, pois se isso ocorreu os impostos também foram subfaturados. A bancada do PT vai fazer uma provocação no CNJ, no sentido de exigir explicações do juiz Sergio Moro”, revelou Teixeira à Fórum.

A denúncia veio à tona, depois que foi divulgada a informação de que Sergio Moro recebe auxílio-moradia, mesmo sendo proprietário de um imóvel na capital paranaense. Em junho de 2002, Moro adquiriu um apartamento de 256 m2 no bairro Bacacheri, em Curitiba. O imóvel foi vendido pelo juiz federal do Tribunal Regional da 4 Região (TRF-4), Marco Antonio Rocha, por R$ 173,9 mil (em valores atualizados, R$ 460 mil). No entanto, segundo dados do site agenteimóvel, o valor do metro quadrado de um imóvel nesse bairro é de quase R$ 5 mil (R$ 4.923,00). Portanto, um apartamento de 256 m2, em valores atualizados, custaria R$ 1 milhão, 250 mil e não R$ 460 mil.

“Tenho certeza que o juiz Sergio Moro deve explicações. Ele precisa ser investigado e a instância adequada, a meu ver, é o CNJ, uma vez que estão sendo apontadas ilegalidades, como o subfaturamento na compra do imóvel”, completou o deputado.

Revista Forum

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.