Acordo financeiro da Odebrecht com delatores pode não ser cumprido

0

A empreiteira Odebrecht firmou anteriormente um acordo com os seus executivos que aderissem à delação premiada da Operação Lava Jato. Quem aceitasse contar tudo o que sabe aos investigadores receberia um auxílio financeiro por até 15 anos. No entanto, pelo volume que a força-tarefa ganhou, este acordo pode não ser cumprido.

De acordo com a jornalista Mônica Bergamo, em sua coluna na Folha de S. Paulo, quando o acordo foi feito, estimava-se que cerca de 20 executivos iriam aderir à delação. Contudo, já são 77 executivos, tornando os custos muito maiores do que previstos.

O intuito do auxílio era garantir segurança financeira aos ex-executivos da empresa, já que eles provavelmente ficarão fora do mercado por terem confessado os seus crimes.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.