AMIGO DE MORO: Desembargador se nega “suspeito” para julgar Lula

1

O desembargador do TRF 4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região) João Pedro Gebran Neto deixou de julgar nesta terça-feira (26) sua própria suspeição para analisar questões envolvendo o juiz federal de 1ª instância Sérgio Moro. O pedido foi feito pela Defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que deseja que o desembargador explique sua amizade com Moro.




Isso porque há um outro pedido de suspeição, este contra Sérgio Moro, para que ele deixe de julgar casos envolvendo Lula, por já ter demonstrado ter especial interesse em condenar o ex-presidente. Ocorre que quem está escalado para julgar esse pedido de suspeição é o desembargador Gebran, que já declarou e até publicou em livro ser um amigo e admirador de Sérgio Moro. Leia, abaixo, a nota divulgada pela Defesa de Lula sobre o assunto.

você pode gostar também Mais do autor

1 comentário

  1. Paulo Diz

    Não entendo porque essa insistência de Moro querer julgar o Lula. A justiça não deve ser imparcial? Então! Se Moro insiste, passa a impressão que quer condená-lo a qualquer custo e aí tá errado. Designa outro juiz. Que sisma é essa? Ou é sede de poder?

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.