Até FMI discorda de política adotada por governo Temer, diz Lula

0

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse na última quinta-feira (19), em discurso de inauguração do Congresso do PT em São Paulo, que o Fundo Monetário Internacional (FMI), comparado ao governo brasileiro, se tornou uma “esquerda porreta”.

De acordo com o Portal 247, Lula se referiu à crítica que a presidente do FMI, Christine Lagarde, fez à política de ajuste fiscal conduzida no Brasil pelo ministro da Fazenda Henrique Meirelles.

“Quando o Meirelles começou a falar do ajuste (durante o Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça), ela afirmou que a prioridade das políticas econômicas precisa ser o combate a desigualdade social. Uma coisa que nós sabíamos desde 2003 quando resolvemos fazer política social”, ironizou Lula.

Segundo a BBC, Lagarde disse em Davos que o FMI está adotando uma postura mais crítica em relação a políticas econômicas concentradas em austeridade fiscal e despreocupadas com seus impactos sociais.

“Não sei por que as pessoas não escutaram (que a desigualdade é nociva), mas, certamente, os economistas se revoltaram e disseram que não era problema deles. Inclusive na minha própria instituição, que agora se converteu para aceitar a importância da desigualdade social e a necessidade de estudá-la e promover políticas em resposta a ela”, disse a representante do FMI.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.