BOMBA: STF planejava ‘soltar’ Cunha, porém morte de Teori mudou planos da corte, revela jornalista

0

Fernando Brito, editor do Tijolaço

No Poder360, Fernando Rodrigues diz que – depois de dois anos e a deposição de uma presidente eleita – o Supremo Tribunal Federal se preparava para “colocar o que alguns ministros chamam de ‘freio’ na força-tarefa de Curitiba” e que parte dela poderia ser a soltura de Eduardo Cunha através de um habeas corpus, cuja relatoria pertencia a Teori Zavascki.




Diz Rodrigues que “o requerimento de Cunha para ter revogada a detenção era para ter sido analisado em 13 de dezembro pela 2ª Turma do Supremo, composta então pelos ministros Teori Zavascki, Gilmar Mendes, Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski e Celso de Mello. À época, Teori ficou com receio de restringir decisão tão relevante apenas a 5 juízes. O assunto foi adiado”.




Considerando que a manutenção de prisão preventiva decretada por Sérgio Moro tem sido uma rotina, não é de duvidar que a prudência se devia a tendência a uma decisão inversa.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.