Corregedoria vai investigar procurador que vibrou com morte de Marisa nas redes sociais; CONFIRA!

1

A Corregedoria-Geral do Ministério Público de Minas Gerais vai investigar o procurador de Justiça Rômulo Paiva Filho, que usou seu perfil no Facebook para compartilhar uma reportagem sobre a ex-primeira-dama Marisa Letícia e escrever uma mensagem desejando a morte dela. “Morre logo, peste! Quero abrir logo o meu champagne”, disse Filho, na rede social. O perfil do procurador foi apagado após a repercussão do caso. Essa não é a primeira vez que o procurador se envolve em uma polêmica com questões políticas na internet. Em 2016, ele publicou um texto insinuando que a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) deveria ser morta durante a cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos.

As informações são do jornal O Tempo.

“A assessoria de imprensa do MPMG informou, na noite desta sexta-feira (3), que a Corregedoria-Geral está apurando os fatos e vai tomar as providências cabíveis.”

Nas Olimpíadas, ele pediu a morte da ex-presidente.

“’Quem vai acender a pira olímpica? Eu sugiro dar um banho de gasolina na Dilma, tacar fogo com a tocha e mandar ela correr em direção à pira. Que tal?,’ afirmou, também pelo Facebook.”

você pode gostar também Mais do autor

1 comentário

  1. valdivan barros dos Santos Diz

    O POVO BRASILEIRO, EXIGE O AFASTAMENTO URGENTE DO JUIZ SERGIO MORO DAS INVESTIGAÇÕES DA LAVA-JATO, PELAS SUAS RECORRENTES PREVARICAÇÕES E DESCASO COM A LEI E A JUSTIÇA.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.