CRISE GANHA CORPO: Churrasco de Temer fracassa e China também barra ‘carne nacional’; CONFIRA AQUI!

0

O churrasco promovido por Michel Temer neste domingo 19 com embaixadores na Churrascaria Steak Bull, em Brasília – que por sinal, segundo um gerente do local, só serve carne importada – foi um fiasco.

Nesta segunda-feira 20, além da Coreia do Sul e da União Europeia, a China, maior importador mundial de alimentos, também suspendeu as compras de carnes brasileiras, depois que a Polícia Federal divulgou, com estardalhaço, que os frigoríficos nacionais corrompem fiscais para vender carne podres nas merendas e frangos com papelão, o que é uma mentira grosseira.

A informação sobre a suspensão por parte da China ainda não é pública, segundo a agência Bloomberg, que deu fontes em off, mas já circula entre os produtores brasileiros.

Os prejuízos bilionários aumentam a pressão sobre o delegado Moscardi Grillo, o mesmo que investigou o ex-presidente Lula, e que agora terá que revelar dados mais consistentes de sua investigação. Em dois anos de investigação, a PF só analisou produtos de uma empresa (leia aqui).

Quem pode cair a qualquer momento é o ministro da Justiça, Osmar Serraglio, citado em grampo da investigação – ou por receber propina dos fiscais agropecuários, ou por não controlar operações pirotécnicas da PF. Ontem, ele já ficou de fora de reunião feita por Temer sobre a Operação Carne Fraca, sendo substituído pelo número 2 do ministério, José Levi.

China suspende temporariamente importações de carne brasileira após escândalo, diz fonte

PEQUIM (Reuters) – A China suspendeu temporariamente as importações de carne brasileira a partir do dia 19 de março, após um escândalo no país sobre suposto esquema de fraude envolvendo empresas e agentes sanitários que teria permitido a venda de produtos contaminados, disse uma fonte nesta segunda-feira.

A fonte, que pediu para não ser identificada por causa da sensibilidade da informação, afirmou que a suspensão das compras de carne brasileira é uma medida de “precaução”.

A decisão ocorre após a Coreia do Sul intensificar as fiscalizações de carne de frango importada do Brasil e banir temporariamente as vendas de produtos de frango da BRF, maior produtora de carne de frango do mundo.

(Por Dominique Patton)

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.