CRISE NO GOVERNO: Após depoimento de Calero, PGR deve pedir inquérito contra Geddel; VEJA!

0

A Procuradoria-Geral da República recebeu na tarde desta quinta (24) o teor do depoimento prestado pelo ex-ministro da Cultura Marcelo Calero à Polícia Federal sobre o episódio envolvendo o ministro Geddel Vieira Lima.

A documentação foi enviada pelo STF (Supremo Tribunal Federal). Os procuradores vão avaliar as declarações prestadas por Calero e decidir se pedirão ao Supremo a abertura de inquérito contra Geddel.

O depoimento do ex-ministro será avaliado juntamente com a representação que parlamentares da oposição fizeram à PGR em relação ao caso. Segundo a Folha apurou, a tendência dentro da procuradoria é de pedir a abertura de inquérito.

Na semana passada, em entrevista à Folha de S.Paulo, o ex-ministro acusou Geddel (Secretaria de Governo) de ter usado o cargo para pressioná-lo a revogar parecer do Iphan ((Instituto do Patrimônio Histórico Artístico Nacional) que impede a construção de um empreendimento imobiliário em Salvador em área tombada.

Geddel tem um apartamento no prédio. Ele admite ter conversado sobre o tema com Calero, mas nega pressão. Reportagem da Folha revelou que um sobrinho e um primo do ministro representam os interesses do projeto imobiliário em processo que tramita no Iphan.

O ex-ministro foi voluntariamente à Polícia Federal.

A coluna Painel revelou nesta quinta que Calero foi à PF prestar depoimento.

“A documentação foi encaminhada ao Supremo Tribunal Federal, responsável por investigar o eventual cometimento de crimes por pessoas com prerrogativa de foro”, diz nota da polícia. Com informações da Folhapress.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.