Depois de “Felação Premiada” e “Leva Jato”, diretor das Brasileirinhas desiste de filmar suruba de Jucá, diz colunista do Globo

0

Da coluna do Lauro Jardim no Globo:

Clayton Nunes, dono da Brasileirinhas, a maior produtora nacional de filmes pornô, vai lançar cerca de 40 filmes em 2017, mas nenhum título inspirado na política. No primeiro semestre, a Brasileirinhas colheu bons resultados com “Leva-Jato”, que mostrava façanhas da operação de Sérgio Moro.

Mas a continuação, “Felação premiada”, lançado em novembro, não teve o mesmo sucesso.

Apesar da verborragia de Romero Jucá, Clayton não quer mais misturar política e pornografia:

— Até no pornô as pessoas enjoaram da política.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.