Doria é acusado de receber doações ilegais de governadores

1

O Governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), está sendo processado pelo núcleo jurídico da campanha de Feranando Haddad, atual Prefeito e candidato derrotado à prefeitura de São Paulo. De acordo com o advogado que representa o Haddad, os governadores Marconi Perillo (Goiás), Beto Richa (Paraná), Pedro Taques (Mato Grosso) e Geraldo Alckmin (São Paulo), todos do PSDB, “fizeram uma série de contratos sem licitação com o Grupo Doria, que agora permite que ele fale publicamente que está autofinanciando a sua campanha. Na verdade, esse dinheiro veio de contratos públicos com governos do PSDB, que na nossa leitura, já tinha essa intenção”. A informação é do Jornal O Estado de São Paulo.

Os governadores tucanos são acusados de terem repassado às empresas de João Dória, desde 2011, mais de R$ 10,1 milhões. Segundo o portal UOL, o governo de Goiás teria utilizado recursos do Funproduzir (Fundo de Desenvolvimento de Atividades Industriais) para pagar mais de R$ 2,7 milhões, entre 2011 e 2015, à empresa Doria Associados Consultoria. A justificativa para os repasses foi o pagamento para a “realização de eventos, inclusive Congressos e Conferências”.

O advogado pede que, na investigação eleitoral, os governos e também as agências de publicidade contratadas encaminhem os contratos feitos ao Grupo Doria, além da quebra do sigilo fiscal do candidato e da sua empresa.

você pode gostar também Mais do autor

1 comentário

  1. go to my blog Diz

    I simply want to tell you that I’m very new to blogging and absolutely savored this web site. Very likely I’m likely to bookmark your blog post . You absolutely come with terrific articles and reviews. Thanks a lot for revealing your web-site.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.