Doria nomeia aliado ‘enrolado’ na justiça para compor governo

0

Do G1:

Investigado pelo Ministério Público por um suposto enriquecimento ilícito, o ex-homem forte da gestão Geraldo Alckmin, Edson Aparecido, assumiu o cargo de diretor-presidente da Companhia Metropolitana de Habitação (Cohab) na gestão João Doria (PSDB) em São Paulo. A empresa municipal é a responsável por construir unidades habitacionais para a população de baixa renda na capital.

Aparecido deixou o cargo de secretário da Casa Civil em março, poucas semanas após o Ministério Público de São Paulo começar a apurar se o patrimônio dele, que inclui casa no litoral norte e um apartamento de luxo na capital comprado por valor abaixo do preço de mercado, é compatível com os vencimentos de cerca de R$ 19 mil que recebia no governo.

A gestão Alckmin divulgou à época que Aparecido saiu para disputar as eleições municipais. Ele não foi eleito vereador, mas passou a trabalhar na Câmara como assessor na presidente – até dezembro o cargo era do vereador Antonio Donato (PT). A liberação de Aparecido para assumir o cargo na prefeitura foi publicada nesta quarta-feira (18) no Diário Oficial do município.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.