Eike participou de esquema com políticos do PMDB; VEJA!

0

Um dos motivos do pedido de prisão de Eike Batista pela Operação Eficiência, que é um desdobramento da Calicute na Lava Jato, é o pagamento de US$ 16,5 milhões feito pelo empresário ao ex-governador Sérgio Cabral através de uma conta no Panamá.

De acordo com o colunista do jornal O Globo Lauro Jardim, com informações de procuradores, o dinheiro foi pedido por Cabral em 2010. O ex-governador e o ex-bilionário realizaram um contrato de fachada entre uma holding de Eike e a empresa Arcadia Associados, em 2011, para falsificar a intermediação na conta e venda de uma mina de ouro e dar legalidade à operação.

Ainda segundo Jardim, o dinheiro foi recebido pela Arcadia em uma conta no Uruguai. Laranjas foram acionados.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.