ENROLADO: Cerveró nega ter poupado banqueiro em delação

0

O ex-diretor da área técnica da Petrobras, Nestor Cerveró, disse que nunca recebeu pedido para poupar o banqueiro André Esteves, do BTG Pactual, em seu acordo de delação premiada firmado com a Procuradoria-Geral da República (PGR) no ano passado. De acordo com a reportagem do Valor, Cerveró reafirmou, em juízo, a acusação feita a Esteves em sua delação premiada, ao confirmar o pagamento de propina na BR Distribuidora para a negociação de uma rede de postos.

“Ouvido como testemunha em ação penal por tentativa de obstrução à Operação Lava-Jato – em que são réus Esteves, os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff e o senador cassado Delcídio do Amaral – Cerveró foi interrogado por videoconferência em audiência realizada na 10ª Vara Criminal Federal de Brasília.

Delcídio e Esteves foram presos em flagrante em 25 de novembro de 2015, acusados de participar de uma conspiração que envolveria ainda o Planalto e o ex-presidente Lula para impedir que Cerveró se tornasse delator. Esteves custearia um suposto plano de fuga para o ex-diretor e garantiria auxílio financeiro à família dele. Uma das acusações contra Esteves é de agir para esvaziar a delação de Cerveró.

Ao ser perguntado sobre ter havido “alguma insinuação” de que Esteves “também não deveria ser envolvido na questão de negócios na África, postos de gasolina e etc”, Cerveró disse que isso não ocorreu. “Não houve nenhuma solicitação para que eu não envolvesse o ‘doutor’ André. Eu não sabia desse pedido, dessa intenção”, afirmou.

O ex-executivo da área Internacional da Petrobras disse que o seu advogado na época, Edson Ribeiro, também réu na ação, nunca levou o assunto ao seu conhecimento. Contou que soube “que haveria essa participação de André Esteves” quando ouviu a gravação feita pelo filho dele, Bernardo, que resultou na prisão (cumprida como flagrante) de Delcídio, Esteves, Ribeiro e de Diogo Ferreira, na época chefe de gabinete do então senador.”

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.