ENROLADO? Ministro da Casa Civil confirma pedido de propina à Odebrecht no Jaburu; VEJA!

0

O ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, confirmou o jantar que ocorreu no Palácio do Jaburu para que o então vice-presidente Michel Temer pedisse recursos à Odebrecht para o PMDB.

“Houve o jantar. O presidente já relatou, e eu faço minhas as palavras dele, em que ele pediu, se fosse possível, qeu se ajudasse a campanha do PMDB. Houve o auxílio. Os recursos foram registrados por depósitos bancários, foi feita a prestação de contas, e as contas foram aprovadas pelo TSE”, declarou.

Sobre os R$ 4 milhões que, segundo o ex-executivo da Odebrecht Cláudio Melo Filho teriam ficado com Padilha, para que redistribuísse – R$ 1 milhão era de Eduardo Cunha -, o ministro diz: “Eu, pessoalmente, não era candidato. Não pedi e não recebi dinheiro de ninguém”.

Padilha afirma ainda ter “mais do que apoio” de Temer para ficar no cargo. “Eu tenho tido estímulo, eu tenho tido de parte dele as melhores manifestações de aposta na eficácia do trabalho da Casa Civil. Então, me sinto absolutamente à vontade”.

Em sua delação, Cláudio Melo Filho declarou, em referência ao Jaburu: “Claramente, o local escolhido para a reunião foi uma opção simbólica voltada a dar mais peso ao pedido de repasse financeiro que foi feito naquela ocasião”.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.