Ex-ministro do PT defende Lula para 2018, porém afirma que cassação de Temer “é outro grande golpe”

0

Luiz Marinho, o ex-prefeito de São Bernardo do Campo, que deixou o cargo no último domingo (1º), disse em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo que a cassação da chapa Dilma-Temer, com a consequente queda do presidente Michel Temer seria “outro grande golpe”. O ex-ministro do PT e amigo pessoal do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva defende um pacto político para a antecipação das eleições presidenciais.

Marinho contou que a possibilidade de apoio a Ciro Gomes é “quase zero”. Para ele, Lula deve se candidatar. “Defendo que seja presidente do partido e candidato a presidente da República”, disse ele.

O político acredita que haja uma perseguição política muito grande no caso do ex-presidente e que não acredita “que vão condenar o Lula e tirá-lo da eleição. Acredito que seja um desejo”.

Ao ser questionado se o PT estaria disposto a negociar com Temer, o ex-ministro afirma que o partido “não vai se recusar a discutir uma saída para o país. O governo Temer está mostrando que não tem capacidade. Temos que lançar mão dos elementos constitucionais para a saída da crise”.

Temer tem que ser grande. Não pode se diminuir. Tem que ter essa compreensão de liderança política. Assim como a Dilma, como o Lula, como o Serra, como o Aécio, como o Alckmin. Todos os agentes políticos do país.”

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.