Fachin acata pedido de Janot e abre inquérito para apurar ‘golpe’ que visa acabar com a Lava Jato; CONFIRA!

1

O Brasil acaba de ganhar uma oportunidade histórica de encerrar o filme de terror inaugurado com a “saída Michel”.

O ministro Luiz Fachin, do Supremo Tribunal Federal, abriu inquérito para investigar os peemedebistas Romero Jucá, José Sarney, Renan Calheiros e Sergio Machado por obstrução à Lava Jato, em razão dos diálogos em que eles defendiam a necessidade de derrubar a presidente Dilma Rousseff, promovendo o golpe contra a democracia, para “estancar a sangria e parar essa porra” da Lava Jato.

Fachin acolheu os argumentos do procurador-geral Rodrigo Janot, para quem a “saída Michel” foi uma forma de obstruir a Lava Jato.

Diante disso, STF pode anular o golpe e devolver a democracia ao País.

Abaixo, trechos de reportagem de Mariana Oliveira:

O ministro Luiz Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, atendeu a pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e autorizou abertura de inquérito para investigar os senadores Renan Calheiros (PMDB-AL) e Romero Jucá (PMDB-RR), o ex-senador José Sarney (PMDB-AP) e o ex-diretor da Transpetro Sérgio Machado por tentativa de obstrução da Operação Lava Jato.

Janot pediu aval para investigar os quatro por entender que houve embaraço à investigação de organização criminosa em razão dos fatos revelados na delação premiada de Sérgio Machado, que gravou conversas com os políticos.

Foi o primeiro inquérito aberto pelo novo relator da Lava Jato após a morte do ministro Teori Zavascki – Fachin substituiu Zavascki na relatoria. Depois da investigação, que não tem prazo para terminar, o procurador-geral tem que decidir se denuncia os suspeitos ou se pede arquivamento do caso.

você pode gostar também Mais do autor

1 comentário

  1. Angélica Della Monica Diz

    Deus seja louvado! Começo a ver uma luz no fim do túnel Do jeito que as coisas caminham estão nos levando ao caos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.