FINALMENTE A VERDADE: Lewandowski para Gilmar, “Vossa excelência está faltando com decoro não é de hoje”

2

A votação de um recurso extraordinário sobre incidência ou não de contribuição previdenciária sobre adicionais e gratificações temporárias, como terço de férias, adicional noturno e adicional de insalubridade, terminou com bate-boca entre os ministros Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski nesta quarta (16) no STF (Supremo Tribunal Federal).




A discussão começou quando Lewandowski chamou de “coisa mais heterodoxa” a posição de Gilmar de pedir vista após ter proferido seu voto.

Gilmar rebateu a provocação, dizendo que é Lewandowski quem adota posições “heterodoxas”, como teria feito no Senado —alusão ao julgamento do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, em agosto.

“Basta ver o que vossa excelência fez no Senado”, disse Gilmar. “Basta ver o que vossa excelência faz diariamente nos jornais”, respondeu Lewandowski.




“Faço, inclusive, para reparar os absurdos que vossa excelência faz”, replicou Gilmar.

“Absurdo, não, vossa excelência retire o que disse, vossa excelência está faltando com decoro não é de hoje. Eu repilo, repilo qualquer… Vossa excelência, por favor, me esqueça”, disse Lewandowski. “Não retiro”, concluiu Gilmar.

Com o clima tenso, a presidente do Supremo, ministra Cármen Lúcia, interrompeu a discussão e suspendeu o julgamento do recurso em razão do pedido de vista de Gilmar. Anteriormente, a ministra havia explicado que, enquanto não for proclamado o resultado do julgamento, é permitido pedir vista.

você pode gostar também Mais do autor

2 Comentários

  1. Santiago Regis Diz

    Quando a justiça, fica em conchavo ,com um governo golpista, e m coluio com os componentes do governo o povo se divide .é o cáus estamos pondo em risco uma guerra civil ,a nação esta entregue ao desmanche Diz o ditado

  2. Goethe-Br Diz

    …-o desintendimento entre juízes a mais alta côrte do país…demonstra a que grau de instabilidade chegou a nossa nação como um tôdo…- são homens cujas competências fôram testadas e cofirmadas pelo Congresso Nacional…mas como hoje,o próprio Congresso se faz suspeito de conivências com as arbitrariedades dos seus pares …assim como de autoridades como ministros e até o mais alto posto da República na pessôa do presidente em exercício que apontado em delações , fazem-se de surdos perante a nação e o mundo …-esperemos em DEUS que uma luz se faça presente no tribunal das consciências de cada um …e que a verdadeira justiça prevaleça sobre tôdos !…- Goethe-Br

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.