Geddel recebeu mais de um milhão e até relógio de presente; ex-ministro perdeu o foro privilegiado e corre risco de ser preso

0

O ex-secretário de governo, Geddel Vieira Lima (PMDB) também foi delatado pelo executivo da Odebrech, Cláudio Melo.

Geddel é acusado de ter recebido mai de um milhão de reais da companhia. O ex-ministro de Temer recebia o codinome de “babel” pela a empreiteira.

O delator afirmou que Geddel era “sedento” por repasses, tendo reclamado várias vezes para que os recursos fossem aumentados por Marcelo Odebrecht.

Cláudio Melo afirmou na delação que para conter a “fúria” de Geddel, um relógio foi dado em seu aniversário de 50 anos por Emilio Odebrecht, diretor presidente da empresa.

Geddel perdeu o foro privilegiado e corre o risco de sofrer prisão preventiva em caso de confirmação da delação feita.

Vale salientar que todas as provas foram anexadas aos autos.

CLICK POLITICA

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.