Janot pede autorização ao STF para ouvir Aécio sobre Furnas

0

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, enviou um pedido ao Supremo Tribunal Federal (STF) para que o presidente do PSDB, Aécio Neves (MG), deponha sobre um suposto esquema de propinas em Furnas, estatal de energia.

Além de Aécio, foram convocados ex-ministro José Dirceu, do ex-senador e delator Delcídio Amaral (ex-PT/MS) e do ex-secretário-geral do PT Silvio Pereira no caso. A resposta à solicitação depende do ministro Gilmar Mendes. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo desta quarta-feira (1º).

No documento, Janot pede que sejam anexadas à investigação os relatórios da CGU e do TCU sobre o chamado “mensalão de Furnas”, caso que ficou conhecido mais tarde como o mensalão tucano. O procurador-geral solicita, ainda, a prorrogação dos trabalhos de investigação por 60 dias.

Caso o pedido seja liberado por Gilmar Mendes, esta será o primeiro depoimento de Aécio sobre o caso. As denúncias iniciais sobre corrupção na estatal de energia apareceram em 2005 na CPI Mista dos Correios, por meio do ex-deputado e delator do Mensalão Roberto Jefferson.

Em nota, a defesa de Aécio afirma que ele é o “maior interessado” nas investigações. “Pedidos de prorrogação de prazo em procedimentos investigatórios são rotina. A oitiva do senador, como é praxe, está prevista desde o inicio do procedimento”, diz trecho.

“O senador Aécio Neves é o maior interessado na realização das investigações porque o aprofundamento delas provará a absoluta correção de seus atos”, termina a nota.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.